Pesquise aqui...
TOP
Uncategorized

Uma carta para 2016

Olá, 2016. Tudo bem? Você acabou de chegar, mas tem a
difícil missão de ser um bom ano. Todos os seus irmãos anteriores tiveram essa
responsabilidade. Pelo o que vi e vivi, 2015 foi a ovelha negra da família.
Talvez não tenha sido culpa dele, mas a verdade é que sua personalidade forte
causou surpresas nada agradáveis para um monte de gente. É triste dizer isso,
mas poucas pessoas gostaram do seu irmão que acabou de ir embora. Complicado te
falar isso assim, agora que acabou de chegar, mas é que as pessoas esperam que
você seja um bom menino. Não que você deva isso a elas, mas é bom saber que
existe essa expectativa.
Não vou mentir, eu também espero que você seja uma companhia
muito agradável. Mais do que esperar, eu quero que você seja incrível e um poço
de coisas boas ao longo dos seus 12 meses de vida.
Querer é melhor que esperar,
assim não coloco toda a responsabilidade em cima de você. Quando eu quero algo,
busco por aquilo, tento fazer acontecer. Talvez eu tenha sido um pouco injusta
com 2015 por isso. Eu queria ter um ano incrível, claro que queria. Mas foram
acontecendo tantas coisas ruins ao longo do ano, que dei uma desanimada e, com
vergonha, digo que desisti de fazer tudo dar certo. Tive tristezas com amizades
logo no começo do ano com a acusação séria sobre algo que eu jamais teria
coragem de fazer, estraguei um “relacionamento” amoroso que poderia dado certo,
perdendo não só a possibilidade, como também o amigo que existia antes da
relação. E quando fui tentar pedir desculpas, explicar a situação, já não havia
mais tempo, não valia mais a pena. 
Minhas expectativas profissionais também
foram frustradas. Um monte de
coisas acabaram por me abater neste meio, por mais que ame a minha profissão
com todas as forças do universo. Também não consegui mudar de casa como queria. Óh que saco! Além disso, 2015 teve muita tragédia, muita
coisa ruim acontecendo para um monte de gente. E eu sou sensível a este tipo de
energia. Isso tudo me atinge mesmo não acontecendo diretamente comigo. Foi um
ano estranho, confuso, cheio de altos e baixos, com mais lembranças ruins que
boas. Eu só queria que ele acabasse logo, sabe? Tive minha parcela de culpa,
como disse acima, mas 2015 em si não ajudou muito com toda essa aura negativa
que pairava sobre ele. Se 2015 fosse um sentimento, seria a depressão.
Você eu quero que seja um sentimento bem bonito, com uma
aura branquinha, luminosa.
Talvez esperança seja um bom nome para colocar em você por agora. Realização também é algo bacana a se pensar para te nomear. Que tal
amor
? Ah, gosto muito, muito mesmo! Hum, deixa eu pensar mais… Tolerância! Tá aí uma
palavra que as pessoas não souberam usar muito bem durante o período em que seu
irmão esteve aqui. Empatia idem! Posso até pensar em um nome composto, tipo Tolerância
Aceitação de mais Empatia e Amor Ao Próximo
. Óh, gostei! Tenho muitos nomes bonitos para
te dar. E quero te dar todos eles. Não me importo em colocar um nome bem grandão em você, mais ou menos como os reis e príncipes usavam na monarquia
há séculos atrás.
Eu tenho muitos planos guardados aqui dentro de mim, mas já te
aviso: eu sou inquieta, imperativa e quero fazer muito em pouco tempo. Desculpa
se eu te atropelar em alguma momento, tá?
Te adianto este pedido porque com
toda certeza do mundo eu irei fazer isso em algum dos seus 12 meses.
Ansiedade aqui grita – e confesso que estava ansiosa demais para você chegar.
Um segredo entre a gente: não estava aguentando mais o seu irmão. Nos últimos
dias, ele se arrastaaaaaaava para ir embora. Parece que estava tentando fazer
algo de bom ainda, sabe? Ele até fez algumas coisas legais, mas também não deixou de aprontar um pouco mais. Como disse, a culpa não foi toda dele, mas que menino
levado… Podia ter ajudado mais, ter feito a parte dele e deixar toda a responsabilidade em quem não soube aproveitá-lo.
Mas tudo bem, ele deixou uma coisa importante para eu usar
com bastante sabedoria enquanto você estiver por aqui: aprendizado
. Sabe tudo
isso que deu errado? Me ensinou muita coisa! E eu vou colocar todos estes
ensinamentos em prática durante a sua estadia
. Tomara que dê certo, né? Você me
ajuda? Vamos tentar juntos? Se algo der errado, a gente divide as
responsabilidades quando você estiver indo embora. Mas você tem que fazer a sua
parte, tá bom? Vamos combinar assim então!
Seja bem vindo! Este mundo é bastante estranho, acontece
muita coisa ruim todos os dias, de qualquer forma, independentemente do ano. Mas espero que, enquanto você
estiver aqui, elas tenham menos força do que todos os bons acontecimentos que
podem vir a acontecer. Quero que a sua energia seja límpida, clara, viva! Isso
já vai ajudar muito. Boa energia sempre ajuda, já te digo! Vamos torcer para
que dê tudo certo, tá bom? Eu quero e vou tentar fazer com que dê. Conto com
você. Aproveite a estadia! 

Karla Lopes

Karla Lopes tem 29 anos, é de Belo Horizonte, empresária, jornalista e criadora de conteúdo atuando há 12 anos na internet. Além disso, é a criadora da Lunnare Co., marca de autocuidado holístico que trabalha a magia das ervas. Por aqui, vocês vão encontrar conteúdos autorais de comportamento, bem estar, espiritualidade e beleza. Tem experiência com comunicação criativa, textos de comportamento, produção de moda e cultura e também criação e edição de vídeos para a web.

«

»

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *