Pesquise aqui...
TOP
Lifestyle

Trabalhar em casa: prós e contras

Depois de mais de um ano trabalhando em casa, resolvi compartilhar um pouco dessa minha experiência com vocês. Assim como tudo na vida, o famigerado home office tem seus prós e seus contras. É difícil, sim, de se adaptar – especialmente se você está acostumado a sair de casa, estar com outras pessoas e ter um horário rigidamente definido para realizar suas atividades.
A minha escolha por trabalhar em casa aconteceu por acaso do destino e também por uma questão de bem estar. Não estava satisfeita onde trabalhava e surgiu a oportunidade de eu tocar minha vida profissional sem gastar quase 4 horas de descolamento, em meio a todo o estresse que a rotina pode causar.
No começo, não minto, foi bem difícil. Era algo novo, sabe? Então, ficava meio confusa com meus horários, não sabia muito bem a hora de parar e o meu trabalho estava tomando uma parcela muito grande da minha vida. Depois que acostumei e consegui me organizar, percebi que fiz a melhor escolha para mim mesma. 
Eu falo sobre isso com mais detalhes no vídeo ao final deste post, mas já adianto os prós do home office:
  • Você poupa tempo de deslocamento;
  • O seu horário é flexível;
  • Você economiza (muito!) dinheiro – de almoço, lanche, roupas para trabalhar;
  • Você pode, literalmente, trabalhar de qualquer lugar do mundo;
  • Você pode trabalhar de uma forma muito mais confortável (sem se preocupar com roupa, maquiagem…)
  • Você vê a luz do dia! (Sim, pra mim, nada pior do que ficar enfiada num escritório sem ver o dia passar)
E os contras:
  • Você se sente muito sozinho;
  • A família não entende que você está em casa, mas está trabalhando MUITO;
  • É difícil saber a hora de parar de trabalhar; 
  • Você estar em casa perto de um monte de distrações.
Ah, e algumas dicas para você que quer trabalhar em casa:
  • Tenha uma rotina certinha de trabalho, com horários definidos e não faça NADA depois do final de expediente;
  • Anote tudo que você precisa fazer;
  • Tenha um espaço confortável para trabalhar – que não seja o sofá ou sua cama;
  • Caso se sinta sozinha, vá trabalhar em um coworking ou um café;
  • Respire um pouco durante o seu horário de trabalho, dê uma esticada. 


Se você trabalha ou tem vontade de trabalhar em casa, vamos conversar sobre isso? Acho super válida a discussão porque aposto fielmente neste modelo que, por experiência própria, considero muito mais saudável e produtivo! 

Karla Lopes

Karla Lopes tem 29 anos, é de Belo Horizonte, empresária, jornalista e criadora de conteúdo atuando há 12 anos na internet. Além disso, é a criadora da Lunnare Co., marca de autocuidado holístico que trabalha a magia das ervas. Por aqui, vocês vão encontrar conteúdos autorais de comportamento, bem estar, espiritualidade e beleza. Tem experiência com comunicação criativa, textos de comportamento, produção de moda e cultura e também criação e edição de vídeos para a web.

«

»

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *