Pesquise aqui...
TOP
Uncategorized

Qual tendência de moda em 2012 não merece um feliz ano novo?

Toda ano o mundo da moda recebe aquela enxurrada de tendências que podem agradar ou não. Neste ano, a gente teve algumas que pegaram mesmo (até enjoar, diga-se de passagem!). Assim, eu trabalho com moda, meu hobbie é escrever sobre ela aqui no HC, mas acho que tudo depende. Considero a palavra “tendência” muito perigosa para quem acha que deve ter tudo que está em alta no guarda roupa. Eu posso até gostar de certa peça mas, se não ficar bem em mim, se não valorizar meu corpo e minha beleza, eu não vou usar mesmo. E é aí que está o problema de quem, muitas vezes, não fica legal usando tal coisa mas quer vestir de qualquer jeito só porque está na moda. Você tem sim que vestir o que te faz bem ao olhar no espelho, mas se forçar a encaixar numa tendência só porque todo mundo está usando dificilmente funciona. 
E isso aconteceu muito neste ano, viu… Perguntei lá no facebook do blog quais as tendências de moda em 2012 que não merecem continuar em 2013 e o tópico rendeu boas dicas e muitas risadas também. Vocês são muito engraçadas, gente! 
Ninguém vai discordar que o sneaker de salto foi a grande tendência de 2012 na moda, né? Mas não é por ser a maior que isso é algo bom. Olha, vou ser sincera: Eu acho horroroso. Lembro que quando ele começou a aparecer eu olhei torto, em dúvida. Mas depois que a coisa se tornou uma mania tão grande, que você vê em tudo quanto é pé, além de ter confirmado que, para mim, o calçado era pavoroso, também tomei birra. A palavra é saturada. Não aguento mais ver sneaker de salto em visuais que quase derretem os olhos e, pelo tópico lá no Facebook do blog, deu para perceber que não sou a única. 
As meninas também citaram no tópico os tão famosos maxicolares. Eu também não gosto, mas defendo que dependendo do modelo e do visual em que ele é usado pode até ser que o acessório seja legal. Não gosto em mim, mas acho os de golinha bem fofos. Apesar de não agradar todo mundo, acho que os maxicolares ainda continuam em alta de 2013. 
E paetês, gente? Vocês acham que já deu? Eu gosto, e muito! Considero que é um brilho fácil de usar e bem democrático quando falamos em tipos de corpo. Algumas meninas lá do tópico não aguentam mais, mas aposto que este tipo de brilho vai continuar por um bom tempo. 
Os óculos espelhados apareceram no segundo semestre deste ano. É uma ideia que não agradou muito mas que, infelizmente (rs), vai pegar no verão. Tenho certeza que quem vai à praia em janeiro vai ver uma overdose dessas lentes de besouro por lá. Da mesma forma que um acessório pode levantar um visual, pode matá-lo também. E, para mim, é isso que este tipo de óculos faz. Não consigo lidar não, gente…
Os tops cropped, blusas mais curtinhas e que deixam a barriga aparecendo um pouco, também começaram a ganhar fama no segundo semestre de 2012. Eu gosto, acho muito fofo, mas é o tipo de peça que tem que ser usada com cuidado, para não ficar vulgar. Apesar de gostar, creio que a tendência não pega não.
Saias e vestidos mullet, outra tendência que carrega a palavra saturada na etiqueta. Além de já ter enjoado muito gente, é uma tendência que vejo ser usada sem muita cautela. O tipo de corte já chama atenção, aí quando a pessoa usa com sneaker, maxicolar e mais um monte de coisas que estão em alta juntas… E o pior é que isso acontece com mais frequência do que a gente gostaria.
Para fechar, uma tendência vai e volta e que também é perigosa: Neon! Não gosto porque, geralmente, as pessoas usam sem pensar e pecam pelo exagero. Apesar de ser uma ideia 8 ou 80, como disse, é algo que vira e mexe aparece por aí, então, o fim de 2012 não vai levar o neon junto (infelizmente!). 
Bom, essas foram as mais citadas lá no facebook, mas tenho certeza que vocês vão querer completar, discordar ou concordar com a lista. Vamos trazer a conversa aqui para os comentários do blog também? 😉
Fotos: Pinterest/Divulgação
TAGS:

Karla Lopes

Karla Lopes tem 29 anos, é de Belo Horizonte, empresária, jornalista e criadora de conteúdo atuando há 12 anos na internet. Além disso, é a criadora da Lunnare Co., marca de autocuidado holístico que trabalha a magia das ervas. Por aqui, vocês vão encontrar conteúdos autorais de comportamento, bem estar, espiritualidade e beleza. Tem experiência com comunicação criativa, textos de comportamento, produção de moda e cultura e também criação e edição de vídeos para a web.

«

»

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *