Pesquise aqui...
TOP
Uncategorized

{moda} Look do dia é street style?

Outro dia eu li uma matéria bem interessante no Estadão que colocava em discussão o street style brasileiro, se ele existe ou não e se o look do dia, feito pelos blogs de moda, é uma maneira de fazer moda de rua. Vi o link passeado pelo facebook e opiniões divergentes sobre o assunto: muitas pessoas acreditam que, sim, o tal look do dia é uma maneira de representar a moda das cidades, já outras batem na tecla que aqui no Brasil não existe street style.
Depois de ler a matéria e pensar um pouco a respeito, fico no time do primeiro grupo e compartilho parte da ideia do segundo. Acho que o grande questionamento disso tudo é que o look do dia é comparado àquele street style clássico, em que fotógrafos param pessoas desconhecidas (ou às vezes, simplesmente fazem os cliques) no meio da rua para tirar fotos de seus visuais.
O look do dia é posado, o fotógrafo está ali por conta da blogueira; o street style clássico não, as pessoas são clicadas em situações do cotidiano, não estão ali para isso, mas sim por outros afazeres do dia a dia. Nos blogs, muitas vezes, são feitos vários looks num único dia. Mas também, claro, vemos cliques de visuais usados situações reais, como num jantar, ida ao cinema ou festa (afinal, essa é a ideia principal do look do DIA.).
Aqui no Brasil, realmente, falta essa prática do street style “de raiz” – de sites que realizam esse tipo de trabalho, só conheço o RIOetc. Já vindo dos EUA e da Europa, a gente conhece (e visita!) um tanto. Não sei porque esse tipo de foto não é feita aqui no nosso país, mas acredito que o look do dia pode, sim, ser considerado street style.
A ideia não segue totalmente o modelo do termo, essa coisa da foto ser espontânea, feita por um fotógrafo desconhecido, mas é uma ramificação. O conceito é semelhante: no look do dia, é mostrado o que é a blogueira está vestindo, algo que está dentro do estilo dela, da maneira como se comunica por meio da moda. Se o visual chamasse atenção de um fotógrafo nas ruas de NY, seria feita uma foto de street style. O conceito é o mesmo, só muda a maneira de se fazer. Concordam?
Acho que esse trecho da matéria sintetiza bem o que quero dizer ao opinar que as duas práticas fazem parte de uma mesma realidade: a de mostrar uma moda que é mais próxima do consumidor, que é mais real e distante da passarela.

“A moda de rua identifica tribos urbanas e registra o nascimento das tendências entre os cidadãos comuns em seu dia-a-dia, gerando informação rica para empresas de moda planejarem suas coleções futuras. No Brasil, um diferente fenômeno tomou forma na propagação da moda de rua. Em vez de fotógrafos estrategicamente posicionados na Rua Oscar Freire, em São Paulo, ou na Rua Garcia D’avila, no Rio de Janeiro, para capturar a essência real de paulistanos e cariocas, surgiram os looks do dia nos blogs. Esse novo fenômeno virtual passou a ensinar o bê-a-bá da moda para um público ávido por informações.”

Eu adoro blogs que fazem look do dia e gosto bastante dessa ideia da moda real, mas não escondo que gostaria muito aqui no Brasil a prática dos fotógrafos de street style fosse maior. Tem tanta gente se vestindo de uma maneira legal por aí, né? Seria interessante mostrar isso em sites específicos, além dos blogs, divulgar para o mundo o que vestimos por aqui – assim como é feito com a moda de rua dos EUA e Europa.
TAGS:

Karla Lopes

Karla Lopes tem 29 anos, é de Belo Horizonte, empresária, jornalista e criadora de conteúdo atuando há 12 anos na internet. Além disso, é a criadora da Lunnare Co., marca de autocuidado holístico que trabalha a magia das ervas. Por aqui, vocês vão encontrar conteúdos autorais de comportamento, bem estar, espiritualidade e beleza. Tem experiência com comunicação criativa, textos de comportamento, produção de moda e cultura e também criação e edição de vídeos para a web.

«

»

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *