Pesquise aqui...
TOP
Uncategorized

Livro de Cabeceira: O julgamento de Gabriel, de de Sylvain Reynard

Depois que terminei de ler “O inferno da Gabriel”, fiquei sedenta pela sua continuação, “O julgamento de Gabriel”. Comprei o livro no último black friday e, logo que chegou, li em poucos dias. Por ter gostado tanto do primeiro volume da série, esperava que o segundo fosse ainda melhor. O que não aconteceu, infelizmente.
• Autor: Sylvain Reynard 
• Páginas: 384
• Editora: Arqueiro
• Sinopse: Eles estão vivendo uma paixão arrebatadora. Mas muitas pessoas são contra esse amor. Gabriel Emerson e Julia Mitchell se conheceram há muito tempo, quando ela ainda era adolescente, numa noite mágica e confusa. Mas, apesar de todo o sentimento que nasceu entre eles, no dia seguinte seus caminhos se separaram. Anos depois eles se reencontraram quando Julia começou o mestrado na Universidade de Toronto. Gabriel era um professor enigmático, sedutor e muito arrogante que a atormentava e perseguia. No entanto, o que mais fazia Julia sofrer era ele não se lembrar dela. Mas nem mesmo o insensível Gabriel é capaz de resistir à profunda conexão que existe entre eles e logo os dois embarcam numa tórrida paixão proibida. Com o fim do semestre e do curso ministrado por Gabriel, eles deixam de ser professor e aluna e enfim estão livres para viver seu amor. Ou pelo menos era o que pensavam. Após uma viagem romântica para a Itália, durante a qual Gabriel ensina a Julia todos os mistérios do prazer e, em troca, aprende com ela o significado do amor verdadeiro, os dois veem seus sonhos ameaçados. Duas denúncias junto ao Comitê Disciplinar da Universidade põem em risco o emprego de Gabriel e a carreira brilhante e promissora de Julia. Será que o professor vai ceder às ameaças ou irá lutar até o fim por sua amada? Será que essa paixão conseguirá resistir a um julgamento implacável? Na apaixonante sequência de “O inferno de Gabriel”, Sylvain Reynard constrói uma bela história de amor, da qual os leitores jamais se esquecerão.
• Resenha: “O julgamento de Gabriel” é aquele tipo de livro intermediário em que as coisas começam a se desenrolar, caminhando para o desfecho total da história no terceiro livro – o que não é caso, explico mais a frente. Comecei a lê-lo e gostei muito da evolução no relacionamento dos dois personagens principais. Gabriel ainda continua atormentado pelos fantasmas de seu passado, mas encontra em Julia uma esperança, uma maneira de superar tudo isso. A fé que ele deposita nela para ajudá-lo com seus temores é muito bonita.

Julia ainda continua ingênua, com medo de seu relacionamento, mas dá para perceber que ela vai se permitindo ao longo do livro, sabe? Ela também confia no perdão que Gabriel deve a si mesmo e o ajuda a consegui-lo. Além disso, ela começa a se permitir também, sexualmente falando. Mesmo com toda sua timidez, aos poucos, ela vai reconhecendo Gabriel como seu amante e descobrindo que pode se “desabrochar” com ele quando estão juntos.

Bom, neste livro, todo o clímax da história se dá pelo fato que o casal é denunciado ao conselho da universidade por causa de seu relacionamento. Parte da trama totalmente necessária mas, por Deus, porque tão arrastada? Enquanto lia, minha vontade era passar várias páginas. Por tomar grande parte do livro, me decepcionei bastante. Achei, sim, os acontecimentos válidos, mas acho que rolou uma enrolação por parte do autor. Pecou pelo excesso mesmo.

Outra coisa que me incomodou foi o fato dele ter dado um final a este livro que dispensa uma sequência. Ele solucionou todas as questões retratadas nos dois primeiros volumes. Em janeiro será lançado “A redenção de Gabriel”, o desfecho da série, que, sinceramente, não sei que história terá. Dei uma lida na sinopse, mas, assim, não senti que precisava, sabe? Tenho medo dele estragar uma série que tinha tudo, pelo menos foi a minha conclusão depois de ler o primeiro livro, para ser o incrível. Pelo que vi, o autor vai levantar novas questões. Espero que elas sejam boas e gostosas de serem lidas. 

Karla Lopes

Karla Lopes tem 29 anos, é de Belo Horizonte, empresária, jornalista e criadora de conteúdo atuando há 12 anos na internet. Além disso, é a criadora da Lunnare Co., marca de autocuidado holístico que trabalha a magia das ervas. Por aqui, vocês vão encontrar conteúdos autorais de comportamento, bem estar, espiritualidade e beleza. Tem experiência com comunicação criativa, textos de comportamento, produção de moda e cultura e também criação e edição de vídeos para a web.

«

»

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *