Pesquise aqui...
TOP
Uncategorized

Livro de Cabeceira: Minha Vida Fora de Série, de Paula Pimenta

Antes de começar a falar do livro em si, preciso mesmo comentar sobre o carinho que eu tenho pela Paula Pimenta. Ela é uma escritora mineira (orgulho!) e criou a série “Fazendo Meu Filme”, que é sucesso no Brasil inteiro e uma das minhas paixões. Quando eu soube que a Paula iria lançar mais uma série, que conta a história de uma das personagens de FMF, fiquei maluca para ter o livro em minhas mãos. Nem precisei chegar a metade da história para saber que ela iria se tornar uma das minhas favoritas. Eu tenho essa relação de confiança com a Paula Pimenta. Sei que qualquer coisa que ela escrever vai ganhar o meu coração.

• Autor: Paula Pimenta
• Páginas: 405
• Editora: Gutenberg
• Sinopse: Mudar de cidade sempre é difícil, mas fazer isso na adolescência é algo que deveria ser proibido. Como começar de novo em um lugar onde todos já se conhecem, onde os grupos já estão formados, onde ninguém sabe quem você é? A princípio, Priscila não gosta da ideia, mas aos poucos percebe que pode usar isso a seu favor, tendo a chance de ser alguém diferente. Mas será que o papel escolhido é aquele que ela realmente quer representar? Aos poucos, Priscila percebe que o que importa não é o lugar e sim as pessoas que vivem nele. E que, além da nova cidade, há algo mais importante a se conhecer: ela mesma. Quem gosta da coleção “Fazendo meu filme” não pode perder o livro de estreia dessa nova série de Paula Pimenta. Situado no mesmo universo ficcional, temos a oportunidade de acompanhar alguns dos nossos já adorados personagens, três anos antes da história de “Fazendo meu filme” começar. Não perca a 1ª temporada da vida fora de série de Priscila!
Clique em continue lendo (logo aqui abaixo de marcadores) ou no título do post para ler a resenha.

Uma das coisas que me faz amar um livro quase que automaticamente é me identificar com algum personagem. Nesse caso, tirando toda a história de ter se mudado de São Paulo para Belo Horizonte, eu sou a Priscila, de verdade. Sei que já disse que tem outras personagens que se parecem comigo, mas eu nunca me enxerguei tanto em alguém como na Pri. O que eu mais gosto na personagem é que ela luta pelo o que quer, sabe? Eu gosto de pessoas assim e faço de tudo para ser desse jeito. Odeio gente acomodada, que só sabe lamentar sobre tudo. Outro fato que amo na Pri, é que ela é guiada por emoções, assim como eu.

Quem já mudou de cidade sabe como é estranho chegar em um lugar totalmente novo, em que você não tem amigos. Pior ainda, é ter que largar para trás tudo que você já havia construído em sua vida. Mas como eu disse acima, o fato de a Priscila não ser acomodada fez com que ela se senta em casa mais rápido ao se mudar para BH. Além da prima, que já morava na cidade, ela fez novas amizades e encontrou um amor. Bom, primeiro ela achou que amava alguém que, no final, só amava mesmo o próprio ego. Depois ela encontra um amor de verdade, em um menino encantador que dá tanto valor aos sentimentos quanto ela.

Eu sou encantada com essas coisas de romance, sabe? Acho lindo como a Pri e o Rodrigo vão se descobrindo e como vão se apaixonando aos pouquinhos. É mais incrível ainda como eles lidam com as turbulências do romance, causadas pelo paixonite que a Pri teve por ninguém mais ninguém menos que o irmão do Rodrigo. Amor, mágoa, frustração, medo… Tudo está misturado no romance que acontece entre a Pri e o Ro, e forma como eles enfrentam isso é muito madura, tanto que eles nem aparentam ter a idade que têm.
Assim como em Fazendo Meu Filme, Paula Pimenta consegue prender o leitor de início ao fim em ‘Minha Vida Fora de Série’. Apesar de ser um livro mais adolescente, em que a personagem principal tem 13 anos, é impossível que você, mesmo tendo, sei lá, 20 anos, igual a mim, não se encante e se identifique com as situações que ocorrem no livro. Fiquei mesmo impressionada em como uma menina que é 7 anos mais nova que eu me ensinou tanta coisa. 
Os personagem que a autora cria são incrívis, e, como já disse, é possível você se identificar com eles. Eu encontrei cada amigo real meu no universo que a Paula criou. A história parece ser simples, mas a forma mágica que Paula escreve faz com que o livro se torne único, digno do título ‘best seller’. Outro ponto que deve ser considerado é a diagramação maravilhosa das página. Sem falar em como o amor da Pri por seriados é introduzido na história. Encantador, essa é a palavra. 
Eu indico ‘Minha vida fora de série’ não só por ter sido criado por uma das minhas autoras favoritas, mas também por ser um livro que encanta, que te emociona e faz com que você tenha vontade de viver algo igualzinho. É muito sentimento real em personagens fictícios, sabe? Por isso que, muitas vezes, eu gosto de dizer que alguns histórias da ficção, para mim, são reais. Porque ‘Minha vida fora de série’ é real demais na minha cabeça. Esse livro me emocionou do início ao fim, tanto pelo identificação imediata que eu tive pela Pri quanto pela história desejável que a autora criou. Indico de olhos fechados, e guardem o nome “Paula Pimenta”, ela está criando um caminho incrível na literatura brasileira e eu fico inflada de tanto orgulho por isso! 

Karla Lopes

Karla Lopes tem 29 anos, é de Belo Horizonte, empresária, jornalista e criadora de conteúdo atuando há 12 anos na internet. Além disso, é a criadora da Lunnare Co., marca de autocuidado holístico que trabalha a magia das ervas. Por aqui, vocês vão encontrar conteúdos autorais de comportamento, bem estar, espiritualidade e beleza. Tem experiência com comunicação criativa, textos de comportamento, produção de moda e cultura e também criação e edição de vídeos para a web.

«

»

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *