Pesquise aqui...
TOP
Uncategorized

Livro de Cabeceira: Formaturas Infernais, de Meg Cabot, Stephanie Meyer, e outras autoras

Logo quando esse livro foi lançado, em 2009, que eu fiquei maluca para comprá-lo. Não sou fã de histórias de terror, mas duas das minhas autoras favoritas, Stephenie Meyer (de Crepúsculo) e Meg Cabot (de Diários da Princesa), escreveram histórias para o livro, então, isso foi suficiente para mim. Formaturas Infernais reúne cinco histórias de terror em formaturas contadas por cinco autoras diferentes.
Comecei a ler o livro super animada, mas, logo foi murchando totalmente. Os contos são arrastados e não conseguiram me prender nem um pouco. Uma pena, porque esse livro tinha tudo para ser incrível!

• Autor: Stephenie Meyer, Meg Cabot, Michele Jaffe, Kim Harrison, Lauren Myracle
• Páginas: 318
• Editora: Galera Record
• Sinopse: “Nessa emocionante coleção de contos de terror, as autoras bestseller Meg Cabot (O Diário da Princesa), Stephenie Meyer (Twilight), Kim Harrison, Michele Faffe e Lauren Myracle se reuniram para mostrar que a formatura pode ser um evento muito mais aterrorizante do que se pensa. Problemas no guarda-roupa e um par que dança mal não são nada comparados a descobrir que vocês está dançando com a Morte – e que ela não está aqui para elogiar seu vestido. De problemas com vampiros até uma batalha entre anjos e demônios, estas cinco histórias vão divertir mais do que qualquer DJ em um terno brega. Nada de limusine ou vestido de gala: só uma grande dose de assustadora diversão.”

Clique em continue lendo (logo aqui abaixo de marcadores) ou no título do post para ler a resenha.
Apesar de o livro ser escrito por diversas autoras, a leitura dele é bem simples e não é confusa. O que é um ponto super positivo. O legal dele é que parece que você está lendo livros distintos, já que as histórias são bem diferentes umas das outras.

O primeiro conto, A Filha da Exterminadora, de Meg Cabot, é legal, mas não consegue fugir do clichê. Portanto, a autora escreveu algo morno e com um final mais morno ainda. Não me agradou. As páginas têm como casal principal Adam e Mary, que contam a história de uma forma sombria e bem corrida. Ele é filho do Drácula, e ela é uma caçadora de vampiros, eles se conhecem, e pronto, adivinhem o final .


Em O Buquê, de Lauren Myracle, temos o que mais se aproxima de uma história de terror, sem muitos clichês e um aviso: Cuidado com o que você deseja. Para mim, apesar de ser uma trama curta, essa foi a melhor passagem do livro, a única que conseguiu me prender e me deu um final satisfatório.
Madison Avery e a Morte, de Kim Harrison, é bem legal e daria um filme muito bom. Gostei da mistura de ação, romance e terror. Não foi o meu conto favorito, mas, comparando aos outros do livro, deu para levá-lo sem pensar e desistir. A passagem de Madison para o mundo dos mortos e a descoberta do que pode ser encontrado por lá é muito interessante. Acho que é o único conto que deveria ter mais páginas. 
O conto Salada Mista, de Michele Jaffe, é o pior do livro, mesmo. Fiquei horas para decidir se iria continuar lendo ou não. Ele foge dos seres sobrenaturais e aborda ‘super poderes’, mas, faz essa abordagem de forma errada, confusa, totalmente sem pé nem cabeça. O final não responde as perguntas da trama e por várias vezes questionei se autora sabia o que estava escrevendo.
Eu estava esperançosa para Inferno na Terra, de Stephenie Meyer, já que a autora é quem escreveu uma das séries que eu mais amo na vida. Mas, neste livro, ela me decepcionou. A história é clichê, fraca e com personagens chatos. A trama mistura anjos e demônios de forma confusa, narrada com vários pontos de vistas que deixam o conto totalmente cansativo.

Em sua totalidade, o livro me decepcionou. Eu esperava muito, mas muuuito mais das histórias, principalmente as de Cabot e Meyer. Acontece, fazer o quê? Foi lançado recentemente Amore Infernais, que segue a mesma linha de Formaturas Infernais. Ele também conta com atores consagrados e espero que não seja frustrante. 

Karla Lopes

Karla Lopes tem 29 anos, é de Belo Horizonte, empresária, jornalista e criadora de conteúdo atuando há 12 anos na internet. Além disso, é a criadora da Lunnare Co., marca de autocuidado holístico que trabalha a magia das ervas. Por aqui, vocês vão encontrar conteúdos autorais de comportamento, bem estar, espiritualidade e beleza. Tem experiência com comunicação criativa, textos de comportamento, produção de moda e cultura e também criação e edição de vídeos para a web.

«

»

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *