Pesquise aqui...
TOP
Uncategorized

{Fim de ano HC} Em 2014, que tal absorver só o bem?

Ahh internet… nos últimos tempos eu venho pensando muito sobre os tipos de monstros que você tem criado. Já perceberam como a web está cheia de policiais e donos da verdade? Estamos chegando num momento que dá até medo de falar certas coisas por medo de sermos apedrejados. Seria exagerado chamar isso tudo de ditadura dos tempos modernos? Acho que não! 
Em 2014, acho que a gente deveria tentar absorver só que o vemos de positivo. Ou, até melhor que isso, tentar olhar para o próprio umbigo antes de apontar o dedo na cara dos outros. Tenho certeza que essa simples atitude vai fazer muita gente pensar bastante antes de desejar “verdades” por aí. Vejo muito disso, gente que critica a atitude alheia, mas que faz coisa muito pior. Complicado! Estava conversando com a Stephanie Noelle, do Chez Noelle, e ela me disse uma coisa muito certa: se a gente ficar se apegando a todo esse ódio disseminado nas redes vamos acabar enlouquecendo.
Vocês percebem como as pessoas têm uma necessidade absurda de apontar o dedo na cara do outros e dizer que o acham ou deixam de achar? Apontar o dedo não, na verdade, colocá-lo no teclado e criticar – em anônimo, na maioria das vezes. Na blogosfera então, ixx, você não pode pisar fora do quadrado que, em questão de segundos, vem um monte de gente falando que você precisa usar o cabelo de um jeito, se maquiar de outro… E é aí que entra um dos meus maiores desejos para 2014: filtro!
Faz um bem danado abstrair-se do que não te agrada, do que você não acha bonito ou que não serve para a sua vida. É bem melhor do que, simplesmente, se esconder atrás do seu computador para criticar os outros, não acham? Tem tanta gente fazendo coisas legais por aí, não é? É com elas que a gente deve conviver, aprender e se inspirar. Deixa o negativismo de lado, não critique o trabalho dos outros… A partir do momento que tal pessoa não está fazendo o mal, porque detoná-lo pelo simples fato de você não gostar do que ela faz, de não achar que tal trabalho é útil em sua vida? Procure outro que lhe tenha utilidade, que você ache bonito, inspirador, de bom gosto.
Desestimular um trabalho bem feito não faz com que você seja uma pessoa melhor, pelo contrário. Em 2014, cultive coisas boas, filtre o que é bom para você e não deixe que o suposto anonimato da internet te transforme em uma pessoa ruim, covarde e que vive de hipocrisia. Vai ser melhor para você online – e offline também, acredite. 🙂

Karla Lopes

Karla Lopes tem 29 anos, é de Belo Horizonte, empresária, jornalista e criadora de conteúdo atuando há 12 anos na internet. Além disso, é a criadora da Lunnare Co., marca de autocuidado holístico que trabalha a magia das ervas. Por aqui, vocês vão encontrar conteúdos autorais de comportamento, bem estar, espiritualidade e beleza. Tem experiência com comunicação criativa, textos de comportamento, produção de moda e cultura e também criação e edição de vídeos para a web.

«

»

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *