Pesquise aqui...
TOP
Uncategorized

Divagações: Mais pra lá

Sempre acreditei que na vida tudo que você faz tem uma consequência. Em um primeiro momento pode até parecer que nada houve, que nada haverá, mas os resultados não tardam a chegar. É impossível viver uma vida apenas de prazeres, sem obrigações, responsabilidade ou comprometimento. O grande problema é que somos imaturos, não queremos arcar com o prejuízo que, frequentemente, é causado por nós mesmos, pelas nossas falhas e descompassos. Então, em um dia que parece ser outro qualquer, você dá de cara com os seus erros e tem somente duas opções: correr ou ficar. Mesmo sem querer, surge na mente aquele velho ditado “se correr o bicho pega, se ficar o bicho come”. A verdade é que correndo ou ficando você precisa se enfrentar e pagar para ver.
Bom mesmo seria se a vida fosse exata e que cada objetivo fosse alcançado sem dor. Mas se fosse assim não teríamos desafios, não conheceríamos o poder de superação, tampouco as nossas intensas e extremas capacidades em passar por cima de todos os obstáculos impostos por nossos próprios atos. Por isso, hoje fazemos e amanhã vemos o que de bom e de ruim nossas ações trouxeram. Hoje plantamos e amanhã colhemos. Seja para o bem ou para o mal. Nem sempre dá tempo de pensar que fazendo isso posso ganhar aquilo. É por isso que muito das coisas ruins que acontecem em nossas vidas podem, sim, ser evitadas. Basta pesar os prós e os contras antes de tomar alguma atitude. E não falo de coisas grandiosas, não. Falo das pequenas decisões, afinal, elas têm um impacto grande no nosso dia a dia.
Nem sempre podemos fazer tudo na hora em que queremos, volta e meia algo se atravessa no meio do caminho e precisamos realizar certos desvios para conseguirmos chegar ao nosso destino. Isso não nos torna mais fracos ou perdedores, apenas mostra que somos pessoas que falham, mas que sempre podemos fazer retornos e recomeçar do ponto de partida. É claro que seria bem melhor se conseguíssemos atingir nossos objetivos em tempo recorde, de uma forma serena e sem grandes percalços. Mas sem suor não existe vitória.
Adiar um sonho não é a melhor coisa do mundo, mas também não é a pior. Tudo depende da forma que encaramos as situações que se apresentam em nossas vidas. Talvez o adiamento seja por uma boa causa, para que quando o sonho se realize estejamos realmente preparados para recebê-lo. Não basta sonhar e arregaçar as mangas para ir em busca do que queremos. É preciso nos prepararmos para receber nossas graças. Só assim conseguiremos aproveitar cada segundo.
– Texto intitulado “Mais pra lá”, de Clarissa Corrêa. Para ler mais textos da autora, acesse: http://www.clarissacorrea.com/

Karla Lopes

Karla Lopes tem 29 anos, é de Belo Horizonte, empresária, jornalista e criadora de conteúdo atuando há 12 anos na internet. Além disso, é a criadora da Lunnare Co., marca de autocuidado holístico que trabalha a magia das ervas. Por aqui, vocês vão encontrar conteúdos autorais de comportamento, bem estar, espiritualidade e beleza. Tem experiência com comunicação criativa, textos de comportamento, produção de moda e cultura e também criação e edição de vídeos para a web.

«

»

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *