Pesquise aqui...
TOP
Uncategorized

Como evitar o efeito acinzentado com bases para pele negra

A gente sabe muito bem a dificuldade para encontrar produtos que se adequam corretamente aos tons de pele negra. Como disse aqui neste post sobre bases, algumas marcas até têm uma variedade interessante, mas é preciso melhorar. Ainda neste assunto, sei que um dos maiores medos da mulher negra ao escolher uma base é aquele efeito acinzentando que mata qualquer maquiagem.
Outro dia fui ao salão Tifs, aqui em BH, e estava conversando com a maquiadora de lá, Bruna Gouvêia, sobre isso. Ela me disse que o primeiro passo para que isso não aconteça é ter um profissional que te dê o atendimento correto. Não aquelas vendedoras que querem te empurrar qualquer coisa para ganhar comissão, sabe? É preciso de alguém com conhecimento de causa e que vai auxiliar para que você saia da loja com o produto certinho.
Além disso, é essencial que você saiba exatamente a cor da sua pele, qual é o fundo dela, se amarelado, rosado, avermelhado ou azulado. Aqui no Brasil, em sua maioria, as mulheres negras têm o fundo de pele mais amarelado, então é um produto assim que a gente tem que procurar para corrigir a cor sem alterá-la. 
Outra dica é: teste, teste muito! E é para testar no rosto, não dorso da mão, no antebraço… Você tem que experimentar a maquiagem exatamente no local em que vai usá-la, principalmente quando se trata de base, corretivo e pó. Passe no rosto e olhe como fica na luz artificial e também na natural porque, né, o ambiente pode te enganar, então é bom tirar a dúvida. Além disso, pense também que o seu rosto pode ter variações de tons. O meu, pro exemplo, é mais amarelado no centro, então, às vezes, uma misturinha de bases acaba corrigindo melhor a minha pele. Mas na dúvida, sempre opte por base com esse fundo amarelo que neutraliza todo o meu rosto sem erro.
Sobre o corretivo, eu gosto de usar produtos que têm um tom mais claro que a minha pele e também com o fundo amarelado para iluminar alguns pontos do rosto. Mas isso é questão de gosto e segurança de cada. Tenho amigas que não se arriscam e escolhem o produto exatamente igual ao tom de suas peles. E uma dica legal que a Bru me deu é usar o corretivo como base. Sim, é possível, principalmente se ele cobrir a sua pele de uma forma muito natural. Talvez você não encontre a base certa, mas sim um corretivo que pode muito bem fazer esse papel.
Ao comprar uma base, lembre-se: ela precisa corrigir, neutralizar e SUMIR. Se a sua base destaca um tom rosa, cinza, amarelo ou vermelho que você não tem naturalmente, significa que ela está muito errada. Conheça a sua pele, teste os produtos certos, conte com a ajuda de um profissional que, no final, não vai ter erro! 😉
TAGS:

Karla Lopes

Karla Lopes tem 29 anos, é de Belo Horizonte, empresária, jornalista e criadora de conteúdo atuando há 12 anos na internet. Além disso, é a criadora da Lunnare Co., marca de autocuidado holístico que trabalha a magia das ervas. Por aqui, vocês vão encontrar conteúdos autorais de comportamento, bem estar, espiritualidade e beleza. Tem experiência com comunicação criativa, textos de comportamento, produção de moda e cultura e também criação e edição de vídeos para a web.

«

»

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *