Pesquise aqui...
TOP
Uncategorized

Cineminha: Cartas para Julieta

Lembro que quando vi o anúncio de Cartas para Julieta fiquei totalmente louca pra ver o filme mesmo sem saber do que se tratava a história. Isso é uma explicação: Amanda Seyfried. Uma das minhas paixões no mundo do cinema desde quando assisti Mamma Mia pela primeira vez. Com essa fofa, encantadora e ótima atriz, não tinha como eu não apostar todas as minhas fichas no filme, que depois de conferir a estreia no ano retrasado (se não me engano), se tornou um dos meus favoritos.

Sinopse: Sophie (Amanda Seyfried) é uma aspirante a escritora e juntamente com noivo Victor (Gael García Bernal), que sonha em ter seu próprio restaurante, viaja para a Itália. Em Verona, onde se passou a história de Romeu e Julieta, local perfeito para uma lua de mel antecipada, Sophie acaba percebendo que seu noivo está mais interessado nos fornecedores para seu restaurante do que nela. Na cidade, descobre uma antiga carta de amor e junta-se a um grupo de voluntárias que responde estas missivas amorosas. Para sua surpresa, a remetente Claire Smith (Vanessa Redgrave) ouve o conselho dado na resposta e vai procurar Lorenzo por quem se apaixonou na juventude. Mas existem muitos italianos com o mesmo nome e Sophie mostra interesse em ajudá-la na tarefa, desagradando o neto Charlie (Christopher Egan) que já tinha reprovado essa louca aventura da avó viúva.

Esse filme, além de ter uma maravilhosa história de amor, tem trilha sonora, atores e fotografia incríveis, coisa de primeira, para encantar completamente. Eu já tinha consciência de que pra amar, não importa o tempo, o momento, a idade ou local, mas esse filme só reforçou isso. Sei que a trama é uma ficção, mas não acho difícil que algo assim possa acontecer na vida real.
A aventura de Claire, descrita como louca pelo neto, Charlie, não é tão louca assim. Afinal, o que há de errado em procurar um amor? Principalmente aquele que você sempre amou, e que você tem certeza que ainda sente o mesmo por você. Shophie quer ajudá-la nessa procura, já que o seu noivo está mais preocupado com a sua carreira gastronômica do que com ela e, no caminho, juntamente com Charlie, eles não vão encontrar, mas sim, descobrir um amor tão bonito quanto o de Claire.
Um filme que conta, de uma forma diferente e moderna, uma história baseada no maior romance de todos os tempos. A história é simples, mas faz com que você termine de assistir e fique satisfeito. É aquele filme leve, que vai te fazer rir, chorar e querer assistí-lo muitas vezes mais.

Karla Lopes

Karla Lopes tem 29 anos, é de Belo Horizonte, empresária, jornalista e criadora de conteúdo atuando há 12 anos na internet. Além disso, é a criadora da Lunnare Co., marca de autocuidado holístico que trabalha a magia das ervas. Por aqui, vocês vão encontrar conteúdos autorais de comportamento, bem estar, espiritualidade e beleza. Tem experiência com comunicação criativa, textos de comportamento, produção de moda e cultura e também criação e edição de vídeos para a web.

«

»

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *