Pesquise aqui...
TOP
Uncategorized

Chef’s Table, um documentário para quem é apaixonado por gastronomia

Se tem um amor na minha vida que eu sei nunca vai acabar é o meu amor pela Netflix. Além de disponibilizar vários filmes e séries que assisto, a empresa anda produzindo documentários de tirar o fôlego. Um deles é Chef’s Table, um compilado de episódios que contam a histórias dos chefs de cozinha mais importantes do mundo! 
Desde a estreia da primeira temporada do documentário (são duas, até o momento) que estava com vontade de assisti-lo. Vi MUITA gente indicando nas minhas redes sociais, sabe? Até que em uma madrugada de tédio eu resolvi dar o play e, nossa, assisti praticamente tudo de uma vez. São seis episódios em cada temporada. É pouquinho, mas tudo muito enriquecedor! 
Não sou grande entendedora de gastronomia, mas é algo que tenho muita vontade de conhecer mais. Apesar disso, eu amo comer, né gente? Se pudesse, passaria minha vida mastigando, haha. Além disso, também como com os olhos. Sou uma pessoa muito visual e coisas bonitas realmente importam para mim.
E em Chef’s Table os meus olhos não paravam de brilhar por tudo. Desde os pratos impecavelmente construídos pelos chefs até a fotografia de todo o documentário. Me emocionei várias vezes com estes profissionais que veem comida com outra visão, como algo pra lá de extraordinário e que vai muito além de um prato caro num restaurante com estrelas Michelin
Eu gostei de basicamente todos os chefs que assisti até agora (faltam três episódios para eu terminar a segunda temporada), mas posso dizer que, entre os meus favoritos, está o Alex Atala. A história do chef brasileiro e de como ele enaltece a nossa culinária é linda de se ver. Às vezes, a gente critica tanto tudo que acontece em nosso país que esquecemos das riquezas que ele têm. Assistindo ao episódio de Atala, agradeci pela rica natureza que temos e tudo que ela pode nos proporcionar! 
Fiquei encantada também pelo chef Francis Mallmann. Ele cozinha nas ilhas da Patagônia, assim, no meio do mato! E isso é maravilhoso demais, especialmente pela técnica dele ao cozinhar e dispor os alimentos. Me apaixonei também pela chef Dominique Crenn, uma mulher forte, divertida e amorosa dos EUA que coloca todos estes sentimentos como ingredientes ao cozinhar seus pratos e servi-los com perfeição. De todos, ela é alguém de quem que queria ser muito amiga – ou apenas conversar por um bom tempo! 
As pessoas que conheço e que já assistiram Chef’s Table disseram que o episódio do chef indiano Gaggan Anand é mais incrível e emocionante. Devo assisti-lo no final de semana e estou ansiosa para conhecer a história porque me encanto pela cultura indiana. 

Então, óh, se você tem tem Netflix e gosta de gastronomia, não deixe de assistir o documentário. É tão incrível que, se tiver tempo, vai assistir tudo numa sentada só. Ah, mas lembre-se de comer alguma coisa antes ou durante a sessão porque, olha, você vai ficar com muito fome! 😉
TAGS:

Karla Lopes

Karla Lopes tem 29 anos, é de Belo Horizonte, empresária, jornalista e criadora de conteúdo atuando há 12 anos na internet. Além disso, é a criadora da Lunnare Co., marca de autocuidado holístico que trabalha a magia das ervas. Por aqui, vocês vão encontrar conteúdos autorais de comportamento, bem estar, espiritualidade e beleza. Tem experiência com comunicação criativa, textos de comportamento, produção de moda e cultura e também criação e edição de vídeos para a web.

«

»

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *