Pesquise aqui...
TOP
Uncategorized

Baile do Met 2015: os melhores piores looks que a gente ama odiar

Quer acompanhar o baile do Met para ver looks incríveis, daqueles lindos de viver que nos deixam babando? Melhor mudar a programação então. O evento anual é marcado pela bizarrice na escolha dos visuais e, neste ano, tem um tema que vem lá do outro lado do mundo: “China: Through the Looking Glass” – título da exposição que está em cartaz no Metropolitan Museum de Nova York, onde acontece a festança. O baile mais importante da moda, comandado por Anna Wintour, editora chefe da Vogue Americana, sempre rende muitos comentários. Alguns mais negativos que positivos, sem falar nos memes… Mas, né, é aquele evento com os melhores piores looks que a gente ama odiar! 
Escolhi aqui para compartilhar com vocês alguns visuais que estão longe de agradar, mas que param o mundo da moda e dominaram o meu Instagram na noite de ontem: 

Que a Rihanna foi o destaque da noite ninguém duvida. Ela é o tipo de pessoa que nunca passa despercebida – por isso eu a amo tanto. Escolheu um vestido com uma cauda que tampa toda a escadaria do museu, mudou de cabelo (mais uma vez) e foi. Maravilhosa! Não é para ser bonito, é para impactar, e isso ela faz muito bem, sempre fez! A peça é do estilista chinês Guo Pei e estou meio obcecada por esse acessório que Riri usou no cabelo! 
E #KIMYE, gente? Como não amar? Kim de Roberto Cavalli toda trabalhada na transparência E nas plumas. Por falar nisso, muita gente apostou mais na pele como roupa do que qualquer outra coisa neste evento. Kim foi no estilo dela, essa coisa sexy ao extremo, mostrando mesmo as curvas que tem, e entrou na piração do evento com o modelo pra lá de extravagante. Já Kanye, mais contido, mas com um blazer de franjas bem bacana, também do Roberto Cavalli (em colaboração com Peter Dundas).

Falei que transparência é o novo black no Met. Beyoncé também mirou na pele como roupa e foi – maravilhosa! Já falei, né? Admiro muito quem segura as loucuras da moda. A gente usaria? Não. É bonito? Também não. Mas o impacto que causa vale a escolha! E Queen B., literalmente, segura qualquer coisa, inclusive todas essas jóias que, com certeza, resolveria todo o problema da crise do nosso país, rs.
Tenho prestado atenção na Zendaya já há um tempo e, gente, que menina linda, né? Doa visuais loucos, o dela foi o meu favorito. Tinha as cores da China, essa saia estruturada, decotão V… Foi no dress code da noite e ficou incrível! A peça é Fausto Puglisi e também queria dizer que, mais uma vez, amei o acessório do cabelo! 
Aí, no quesito normalidade, tive algumas queridinhas. Kendall Jenner tem me conquistado cada vez mais. Que mulherão ela se transformou, né? O vestido é Calvin Klein, num verde esmeralda lindo e com esses detalhes impecáveis na lateral. Dakota Johnson não mirou na ideia do baile de Gala e foi de Chanel curtinho mesmo. Eu adorei, inclusive. Também usaria pra ontem. Detalhe para o novo corte de cabelo que a deixou uma bonequinha! 
De Michael Kors, Kate Hudson escolheu num modelo já manjado, mas certeiro. Elegante, atemporal, sem erros. O mesmo comentário para Reese Witherspoon, que não saiu da zona de conforto e escolheu um vestido Jason Wu que não causa impacto, mas  a deixa muito bonita mesmo assim. 
O que acharam? Eu confesso que gosto mesmo de quem veste a camisa do Met e pira nas escolhas!
Riri, I got your back!  <3
Fotos: Just Jared
TAGS:

Karla Lopes

Karla Lopes tem 29 anos, é de Belo Horizonte, empresária, jornalista e criadora de conteúdo atuando há 12 anos na internet. Além disso, é a criadora da Lunnare Co., marca de autocuidado holístico que trabalha a magia das ervas. Por aqui, vocês vão encontrar conteúdos autorais de comportamento, bem estar, espiritualidade e beleza. Tem experiência com comunicação criativa, textos de comportamento, produção de moda e cultura e também criação e edição de vídeos para a web.

«

»

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *